Tag Archives: Emprego

Como é o mercado de trabalho internacional?

6 Maio

cartaz iii jornadas mkt

O MERCADO DE TRABALHO INTERNACIONAL é o tema das III Jornadas Internacionais de Marketing, Publicidade e Relações Públicas, a decorrer a 14 de Maio de 2015, no ISVOUGA, Instituto Superior de Entre Douro e Vouga, em Santa Maria da Feira. O evento terá intervenções não só de investigadores mas também de profissionais com experiência na área.

Emerson Wagner Mainardes é professor Associado e Pesquisador da FUCAPE Business School, doutor em Administração pela Universidade da Beira Interior e graduado em Engenharia Industrial Elétrica, com especialização e mestrado em Administração. É coordenador do Centro de Estudos em Marketing e Estratégia da FUCAPE Business School, investigador convidado do NECE, Núcleo de Estudos em Ciências Empresariais, centro de pesquisa da UBI e presidente no Brasil da International Association on Public and Nonprofit Marketing (IAPNM). É editor chefe da Brazilian Business Review (BBR).

Ana Cláudia Rodrigues é vice-Presidente da Escola Superior de Estudos Industriais e de Gestão (ESEIG), do Instituto Politécnico do Porto (IPP), coordenadora da Licenciatura em Recursos Humanos na ESEIG-IPP e docente convidada no Porto Business School. Doutoranda em Desenvolvimento e Gestão de Recursos Humanos, no ISCTE – IUL, com uma tese no âmbito das Práticas de Gestão de Recursos Humanos e Desempenho Organizacional em Micro Empresas. É Mestre em Gestão de Recursos Humanos, Escola de Economia e Gestão, Universidade do Minho. Está neste momento a organizar o livro “Boas Práticas de Gestão de Recursos Humanos: Casos em Portugal”, a publicar em breve.

António Augusto Reis Castro é licenciado em Engenharia Eletromecânica pelo ISEP. Começou a sua atividade profissional em 1974, como professor de Ensino Secundário. Em 1977 foi admitido no Grupo Salvador Caetano, Fábrica de Ovar, onde chefiou e dirigiu diversos sectores e departamentos. Em 1998 assume o cargo de Diretor de Compras GSC na Sede em Vila Nova de Gaia. Em 2001 assume a Direção da Fábrica de Ovar, posição que ocupa até à data.

José Teixeira é licenciado em Contabilidade e Administração pelo ISCAP. Desde Novembro de 2013 é SAP Application Expert FI/CO na empresa Kirchhoff Automotive Portugal, onde já desenvolveu funções de Controlo de Gestão na mesma empresa.

Inscrições abertas em https://marketingconference2015.eventbrite.pt .

 

Anúncios

Workshop Mindset de Mercado | novas técnicas de procura de emprego | Mkt Lab

25 Out

Mais informações em http://isvouga.pt/pub/Workshop_Mindset_Mercado.pdf

Guia de Emprego no Linkedin por Pedro Caramez

30 Ago

Sonae procura dez estagiários em mais um ‘Dia Contacto’

9 Abr

O “Dia Contacto” é já uma iniciativa mítica para procurar estagiários.

Ter a oportunidade de estar numa sala com Belmiro de Azevedo, ‘chairman’ da Sonae, e Paulo Azevedo, CEO da Sonae e perguntar-lhes tudo o que quer saber sobre o império Sonae. Uma ocasião única a que 60 finalistas do ensino superior podem concorrer até ao dia 9 de Abril.

Para participar no programa contacto da Sonae, os interessados têm de inscrever-se em http://www.programacontactosonae.com., a partir de onde serão seleccionados cerca de 60 participantes.

E depois podem passar um dia inteiro a conhecer a empresa, os negócios da Sonae, os seus planos de desenvolvimento e estratégia para o futuro. Um dia que vai acontecer no próximo mês de Maio.

O ‘Dia Contacto’ é uma iniciativa que a Sonae promove anualmente, desde 1986, na sede do grupo, na Maia, no sentido de dar a conhecer o universo Sonae aos jovens finalistas, com a particularidade de promover o recrutamento. Na prática, traduz-se num encontro de cerca de 60 jovens finalistas universitários, que ficam a conhecer por dentro o universo do Grupo, as suas várias empresas e negócios e que têm a oportunidade de participar em actividades que servem para serem avaliados os 60 candidatos e a fazer uma selecção dos melhores entre os melhores.

Contudo, e apesar de o grupo Sonae ainda não ter definido o número de estagiários que pretende contratar, a média de estágios oferecidos têm andado entre os dez e 12 por ano.

São estágios remunerados, “sendo que todos os anos é definido um valor de referência – competitivo face ao mercado – para estes estágios”, assegura fonte da empresa. E destinam-se a alunos finalistas ou que concluíram recentemente um grau do ensino superior, “de todos os cursos, existindo, habitualmente, especial atenção para os finalistas das áreas de Gestão, Economia e algumas Engenharias”. Mas também é valorizada “a vontade, garra e ambição para evoluir e acrescentar valor à empresa”.

No final, cerca de 50% dos estagiários acabam por ficar na empresa, “em função das capacidades demonstradas pelos candidatos ‘on the job’ e das necessidades das empresas no momento”, como explica fonte da Sonae. Foi o caso de Filipa Pereira, participante na edição do ano passado do Dia Contacto, que ganhou um estágio e hoje é gestora comercial de vendas de categorias de talho (bovino/ovino/cozinha fácil/suíno) da Sonae: “O facto de durante o estágio ter acompanhado todo o processo, desde o fornecedor até ao cliente, possibilitou-me compreender melhor o funcionamento da empresa e ajuda-me a resolver situações inesperadas. Relativamente à experiência como um todo, a nível profissional sinto que me permitiu desenvolver muitas competências, desde a análise, trabalho em equipa, e todas as competências mais técnicas.

Na última edição, em 2011, foram recebidas mais de 11 mil candidaturas foram selecionados cerca de 60 estudantes finalistas para estarem presentes no ‘Dia Contacto11′. A edição deste ano abriu as inscrições esta semana e já conta com 16 mil inscritos.

Para mais informações visite http://www.programacontactosonae.com

Fonte: http://economico.sapo.pt/noticias/sonae-procura-dez-estagiarios-em-mais-um-dia-contacto_141653.html

O segredo está… na «motivação intrínseca»

28 Fev

No artigo Talent, Passion, and the Creativity Maze, Teresa Amabile and Steve Kramer colocam a motivação intrínseca no centro da actividade criativa e na capacidade para encontrar as melhores soluções para os problemas com os quais nos deparamos no dia-a-dia.

Os autores lembram um artigo de Douglas Conant que considera três factores primordiais na contratação de alguém: competência, carácter e capacidade para trabalhar em equipa. Porém, na opinião de Amabile e Kramer há que acrescentar um outro elemento:

«He gives great advice on how to find such a person. But he’s missing a crucial ingredient. That ingredient, at least as important as the talent package described by Conant, is passion for the work — what psychologists call intrinsic motivation. Without it, no amount of talent will yield great performance. For 35 years, we have been exploring how motivation affects creativity. In studies involving groups as diverse as children, college students, professional artists, and knowledge workers, we have found that people are more creative when they are more strongly intrinsically motivated — driven by interest, enjoyment, satisfaction, and a sense of personal challenge in the work they are doing».

«Intrinsically motivated people are more creative because they engage more deeply with the work. Imagine a task you have to do — say, an important marketing problem you have to solve at work — as a maze you need to get through. Most business problems have multiple solutions that would work, multiple exits from that maze. Often, there is one clear, straight path out of the maze — the standard solution that everyone uses for this type of problem. If you’re extrinsically motivated, perhaps by a looming deadline or fear of a negative evaluation, you’re likely to take that safe path. The solution works, but it’s boring; it doesn’t move things forward. But if you’re intrinsically motivated, you love the hunt through the maze for a more interesting — and likely more creative — solution».

Podem as redes sociais potenciar o emprego?

2 Dez