Tag Archives: Empreendedorismo

O que é Mindset de Mercado?

7 Nov

É uma injeção de adrenalina com sugestões muito práticas para uma nova aproximação ao mercado de trabalho. Desenhado a pensar nos universitários que têm de procurar soluções criativas e inteligentes para alcançar o seu lugar no mundo. O workshop foi construído seguindo a filosofia partilhada por Miguel Gonçalves, um dos fundadores da Spark Agency.

A sessão de 4h aborda a necessidade de olhar para o mercado de trabalho numa perspetiva inovadora, onde se traz a lógica do mercado para a esfera individual – o teu trabalho é o teu produto! -, ajuda a refletir no modo de apresentação do Curriculum Vitae (ou Canal de Vendas, como lhe preferem chamar na Spark Agency) e permite explorar todos os outros inúmeros canais de venda (reuniões de trabalho, networking, presença online, entre outros).

Se sentes que estás num túnel sem saída, entra já no Mindset de Mercado. A 21 de novembro, das 9h30 às 13h30, no ISVOUGA. Informações e inscrições até 16 de novembro AQUI ou pelo email sac@isvouga.pt

Anúncios

Guia de Emprego no Linkedin por Pedro Caramez

30 Ago

Alunos de 3º ano de Marketing e Inovação: Empreendedorismo no ISVOUGA MKT Lab

23 Abr

Na próxima quinta-feira pelas 16h os alunos de 3º ano de Marketing, Publicidade e Relações Públicas terão uma aula diferente no MKT Lab sobre Empreendedorismo com um especialista reputado nesta área.

Para já desafiamos a analisarem este vídeo que nos explica como nos devemos preparar para chegarmos mais alto. Uma excelente introdução para o tema.

O So Pitch é um ecossistema de aceleração que te aproxima de 101 empresas extraordinárias.

19 Abr

Caros alunos/colegas,

Presumo que conhecem o Miguel Gonçalves: http://www.youtube.com/watch?v=M_f6Txwc-kk.

O seu projeto So Pitch está de volta. É sobre pensar diferente e rasgar oportunidades junto de 101 empresas extraordinárias. Para as pessoas e ideias que têm sede de futuro, as oportunidades são incríveis.

Inscrições até 06 de Maio em http://www.sopitch.com.

Sonae procura dez estagiários em mais um ‘Dia Contacto’

9 Abr

O “Dia Contacto” é já uma iniciativa mítica para procurar estagiários.

Ter a oportunidade de estar numa sala com Belmiro de Azevedo, ‘chairman’ da Sonae, e Paulo Azevedo, CEO da Sonae e perguntar-lhes tudo o que quer saber sobre o império Sonae. Uma ocasião única a que 60 finalistas do ensino superior podem concorrer até ao dia 9 de Abril.

Para participar no programa contacto da Sonae, os interessados têm de inscrever-se em http://www.programacontactosonae.com., a partir de onde serão seleccionados cerca de 60 participantes.

E depois podem passar um dia inteiro a conhecer a empresa, os negócios da Sonae, os seus planos de desenvolvimento e estratégia para o futuro. Um dia que vai acontecer no próximo mês de Maio.

O ‘Dia Contacto’ é uma iniciativa que a Sonae promove anualmente, desde 1986, na sede do grupo, na Maia, no sentido de dar a conhecer o universo Sonae aos jovens finalistas, com a particularidade de promover o recrutamento. Na prática, traduz-se num encontro de cerca de 60 jovens finalistas universitários, que ficam a conhecer por dentro o universo do Grupo, as suas várias empresas e negócios e que têm a oportunidade de participar em actividades que servem para serem avaliados os 60 candidatos e a fazer uma selecção dos melhores entre os melhores.

Contudo, e apesar de o grupo Sonae ainda não ter definido o número de estagiários que pretende contratar, a média de estágios oferecidos têm andado entre os dez e 12 por ano.

São estágios remunerados, “sendo que todos os anos é definido um valor de referência – competitivo face ao mercado – para estes estágios”, assegura fonte da empresa. E destinam-se a alunos finalistas ou que concluíram recentemente um grau do ensino superior, “de todos os cursos, existindo, habitualmente, especial atenção para os finalistas das áreas de Gestão, Economia e algumas Engenharias”. Mas também é valorizada “a vontade, garra e ambição para evoluir e acrescentar valor à empresa”.

No final, cerca de 50% dos estagiários acabam por ficar na empresa, “em função das capacidades demonstradas pelos candidatos ‘on the job’ e das necessidades das empresas no momento”, como explica fonte da Sonae. Foi o caso de Filipa Pereira, participante na edição do ano passado do Dia Contacto, que ganhou um estágio e hoje é gestora comercial de vendas de categorias de talho (bovino/ovino/cozinha fácil/suíno) da Sonae: “O facto de durante o estágio ter acompanhado todo o processo, desde o fornecedor até ao cliente, possibilitou-me compreender melhor o funcionamento da empresa e ajuda-me a resolver situações inesperadas. Relativamente à experiência como um todo, a nível profissional sinto que me permitiu desenvolver muitas competências, desde a análise, trabalho em equipa, e todas as competências mais técnicas.

Na última edição, em 2011, foram recebidas mais de 11 mil candidaturas foram selecionados cerca de 60 estudantes finalistas para estarem presentes no ‘Dia Contacto11′. A edição deste ano abriu as inscrições esta semana e já conta com 16 mil inscritos.

Para mais informações visite http://www.programacontactosonae.com

Fonte: http://economico.sapo.pt/noticias/sonae-procura-dez-estagiarios-em-mais-um-dia-contacto_141653.html

O segredo está… na «motivação intrínseca»

28 Fev

No artigo Talent, Passion, and the Creativity Maze, Teresa Amabile and Steve Kramer colocam a motivação intrínseca no centro da actividade criativa e na capacidade para encontrar as melhores soluções para os problemas com os quais nos deparamos no dia-a-dia.

Os autores lembram um artigo de Douglas Conant que considera três factores primordiais na contratação de alguém: competência, carácter e capacidade para trabalhar em equipa. Porém, na opinião de Amabile e Kramer há que acrescentar um outro elemento:

«He gives great advice on how to find such a person. But he’s missing a crucial ingredient. That ingredient, at least as important as the talent package described by Conant, is passion for the work — what psychologists call intrinsic motivation. Without it, no amount of talent will yield great performance. For 35 years, we have been exploring how motivation affects creativity. In studies involving groups as diverse as children, college students, professional artists, and knowledge workers, we have found that people are more creative when they are more strongly intrinsically motivated — driven by interest, enjoyment, satisfaction, and a sense of personal challenge in the work they are doing».

«Intrinsically motivated people are more creative because they engage more deeply with the work. Imagine a task you have to do — say, an important marketing problem you have to solve at work — as a maze you need to get through. Most business problems have multiple solutions that would work, multiple exits from that maze. Often, there is one clear, straight path out of the maze — the standard solution that everyone uses for this type of problem. If you’re extrinsically motivated, perhaps by a looming deadline or fear of a negative evaluation, you’re likely to take that safe path. The solution works, but it’s boring; it doesn’t move things forward. But if you’re intrinsically motivated, you love the hunt through the maze for a more interesting — and likely more creative — solution».

Casa cheia para ver e ouvir Miguel Gonçalves

17 Fev

Miguel Gonçalves foi o orador da quarta conferência ISVOUGA MARKETING SESSIONS, que decorreu a 14 de Fevereiro de 2012. A mais concorrida edição possibilitou a 160 inscritos ouvir o fundador da Spark Agency explicar porque é que estamos na era de um «admirável Mercado Novo». «Arriscar, quebrar rotinas e sair da nossa zona de conforto, viajar e ganhar resiliência com experiências que nos põem à prova» explicou o empreendedor para quem se deve «deixar de ver no mero envio de CV a atitude de procura de emprego. Há que chegar ao contacto pessoal, às pessoas certas, de uma forma diferenciada e apresentar à empresa os ganhos que pode ter com a nossa admissão».

Antes da intervenção de quase três horas, o orador  foi surpreendido logo de início com uma plateia mascarada onde estava inscrito um dos pensamentos que mais repete: «Produto que não está à mostra não vende», uma iniciativa de dois alunos do 2º ano da Licenciatura em Marketing, Publicidade e Relações Públicas, Tiago Silva e João Correia. No final o orador foi presenteado com a oferta de uma t-shirt com pins do orador e algumas das mais emblemáticas frases.

Miguel Gonçalves tem uma década de experiência em agitar mentalidades. Em 2011 tornou-se numa das figuras do ano nas redes sociais, após uma participação no programa Prós e Contras, da RTP, dedicado ao Tema «Esperança no futuro», onde, num discurso aguerrido e frontal revelou que a forma para contornar as adversidades está na atitude e na capacidade de ser diferente.

De recordar que a iniciativa ISVOUGA MARKETING SESSIONS arrancou em Outubro de 2011, por iniciativa do novo coordenador da Licenciatura em Marketing, Publicidade e Relações Públicas, Ricardo Mena. A primeira edição contou com a presença de dois profissionais com experiência comprovada na área do Marketing e das Vendas. Pedro Aguiar abordou questões relacionadas com os factores críticos de sucesso para um marketing 3.0 eficaz e os novos desafios organizacionais ao nível do marketing e estratégia. Paulo Ferreira salientou algumas das estratégias de abordagem e de relacionamento entre os profissionais das vendas com os clientes, mas acima de tudo, sublinhou a importância da atitude na hora de marcar a diferença. Na segunda sessão, em Novembro, foi a vez de Duarte Magalhães e Joaquim Pereira, autores do livro City Marketing. MyPlace in XXI. Gestão Estratégica e Marketing de Cidades, participarem no evento. Para Duarte Magalhães «todas as cidades estão à procura do seu lugar» e deve-se fazer a «promoção das cidades com método sustentado». Joaquim Pereira considera que a identidade de cada lugar deve estar no centro de qualquer estratégia de marketing, apostando na «criação de compromissos» entre todos os actores locais para a construção de uma cidade competitiva, sustentável e com futuro. Em Dezembro, ainda antes do Natal, Ana Côrte-Real, investigadora na área do Marketing Infantil, falou da ligação que as crianças têm com as marcas. Nuno Moura, Marketing Manager da Prénatal, contribuiu com a apresentação de um caso prático e falará das mães, as decisoras na hora da compra nos primeiros anos de vida. As conferências que estão a decorrer no âmbito do ISVOUGA MARKETING SESSIONS têm como finalidade debater assuntos relacionados com as estratégias de comunicação no século XXI.  As sessões visam proporcionar um contacto directo e contínuo entre profissionais da comunicação, empresários, académicos e a comunidade estudantil para uma maior aproximação com a realidade actual. A quinta edição está prevista para meados de Março e terá como tema as redes sociais.