Tag Archives: Crise

10ª Edição ISVOUGA Marketing Sessions com o tema Vender em Tempo de Crise

22 Maio

Print

Humor, inovação e atitude são algumas das abordagens que irão ser exploradas nesta 10ª edição dedicada a um tema tão procurado quanto essencial que é Como Vender em Tempo de Crise, com Paulo Ferreira, um orador já conhecido para quem assitiu à primeira conferência ISVOUGA MARKETING SESSIONS.

Paulo Ferreira é Licenciado em Gestão de Empresas e Pós-Graduado pela EGP -University of Porto Business School em Gestão de Vendas. Encontra-se actualmente a frequentar o Mestrado em Gestão Comercial na FEP – Faculdade de Economia do Porto.

Exerce a actividade de docente no IPAM nas disciplinas de Planeamento e Controlo de Vendas, Gestão e Animação de Equipas Comerciais, Negociação e Técnicas de Venda no âmbito do Executive Master / Pós-Graduação em Direcção Comercial e Vendas. É um dos Docentes da Pós-graduação da Direcçao Comercial e Vendas no ISVOUGA.Actualmente é Sales Project Manager na empresa Impact Sales (Ahptus – Formação e Consultoria).

Esta edição também vamos inovar. Descobre como a 29 de Maio, 19h. Reserva já o teu lugar em http://10marketingsessions.eventbrite.pt/#

Anúncios

As empresas e as agências estão preparadas para crises nas redes sociais?

30 Out

Esta segunda-feira de manhã foram apresentadas as conclusões do primeiro estudo “As empresas e as crises nas redes sociais”, conduzido pela Spirituc e pela Guess What. A divulgação decorreu no âmbito do Fórum APCE 2012, dedicado à gestão de risco e gestão da reputação. Foram inquiridas 69 empresas e agências de comunicação. Conheça as principais conclusões:

1. Empresas sem planos de crise

Mais de 70 por cento das empresas nacionais não têm um plano para gerir crises nas redes sociais. Como refere o estudo, este dado não é sinónimo de falta de reconhecimento do digital, uma vez que 71,7 por cento das empresas assumem a sua importância. Desta forma, apenas 28,2 por cento das empresas estão munidas com planos de gestão de crise. Nas organizações que dispõem deste tipo de instrumento, 53,3 por cento dos casos têm origem em guidelines internacionais e não em planos adequados à realidade nacional.

2. O caso do PSI-20

As empresas do PSI 20 lideram a preparação da relação com media tradicionais em contexto de crise: 91,7 por cento dos inquiridos tem planos preparados. Já nas redes sociais, apenas 33,3 por cento da cotadas em bolsa criou um plano de gestão de crise.

3. Agências de comunicação bem preparadas

Entre as agências de comunicação, 75 por cento oferece serviços de gestão de crises para meios tradicionais e mais de metade (56,3 por cento) assegura também planos de crise para redes sociais. A criação e manutenção de instrumentos de comunicação digital, como blogues ou páginas no Facebook, são a primeira opção nos serviços prestados pelas agências, atingindo aqui os 90 por cento dos casos. Ainda segundo o estudo, as empresas preferem monitorizar os canais digitais como forma de gestão de crise. Já as agências optam por uma atitude mais dinâmica, através da criação e manutenção de instrumentos de comunicação digital. De qualquer forma, as empresas sentem-se pouco preparadas para enfrentar crises nas redes sociais, enquanto quase 40 por cento das agências se sente bem preparada.

Fonte: http://www.meiosepublicidade.pt/2012/10/as-empresas-e-as-agencias-estao-preparadas-para-crises-nas-redes-sociais/