Arquivo | Web RSS feed for this section

O Impulso do Comércio Eletrónico

13 Maio

MARKETING SESSION 19 cartaz-01A 19ª ISVOUGA MARKETING SESSION irá decorrer no dia 18 de Maio, pelas 19h., em Santa Maria da Feira. O tema em análise será  o “E-Commerce – Como aumentar as vendas?” contando com a participação de Miguel Monteiro, fundador da Chip7, uma empresa especialista em informática de produtos e serviços.

As vendas eletrónicas são já uma realidade e o seu crescimento não mostra sinais de abrandar num mercado global em que as plataformas eletrónicas, como computadores, smartphones ou tablets, são cada vez mais utilizadas.

Miguel Monteiro frequentou o Curso de Matemática Aplicada na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto. Contudo, em 1994, entrou no mundo empresarial como empreendedor na área de material informático, tendo para tal, frequentado vários cursos de formação em áreas da gestão. Nesse ano abriu a loja Chip7, que mais tarde, em 1997, foi lançada online, tendo sido distinguida com o prémio de “melhor site nacional de comércio eletrónico” por seis vezes no início do século XXI pelo facto de ter impulsionado decisivamente as vendas da marca.

Miguel Monteiro defende que se devem “antecipar movimentos” e estudar a evolução do mercado. Atualmente a Chip7 dispõe de 62 lojas distribuídas pelo território nacional, assim como a sua loja online.

As participação no evento é gratuita mas as inscrições deverão ser feitas obrigatoriamente aqui.

O ciclo de conferências ISVOUGA MARKETING SESSIONS é uma iniciativa do MKT:LAB – Laboratório de Marketing da Licenciatura em Marketing, Publicidade e Relações Públicas do ISVOUGA, que desde 2011 promove uma partilha de experiências entre conceituados especialistas, alunos e comunidade do Entre Douro e Vouga (EDV).

Mais informações podem ser consultadas no Blogue ISVOUGA MARKETING SESSIONS e na página do Facebook IMS

Paulo Ferreira

Micael Silva

Alunos da unidade curricular de RP II

Licenciatura em Marketing, Publicidade e Relações Públicas

 

 

 

Anúncios

Video Marketing

16 Mar

Vasco Marques, convidado de uma aula aberta de Marketing e Inovação, do 3º ano da Licenciatura em Marketing, Publicidade e Relações Públicas do Instituto Superior de Entre Douro e Vouga (ISVOUGA), falou com os alunos sobre técnicas de criação e edição de um vídeo marketing eficaz.

A Sala C06, do novo bloco do ISVOUGA, encheu por completo com alunos não só do 3º ano, mas também dos 2º e 1º anos da Licenciatura em Marketing, Publicidade e Relações Públicas. Estiveram também presentes alunos da Pós Graduação em Marketing Digital e Comércio Eletrónico do ISVOUGA e público externo que se inscreveu através da página do evento.

 

Web Trends com Ana Sofia Gomes

16 Maio

Decorreu hoje a aula aberta de RPII subordinada ao tema “salas de imprensa virtuais”.

Ana Sofia Gomes, Diretora Geral da Comunicarte, não só fez uma apresentação muito útil para os futuros RP e profissionais da comunicação, como ofereceu gentilmente um exemplar autografado do seu livro a cada um dos estudantes presentes na magnífica sala C2 do novo bloco do ISVOUGA.

IMG_20130516_190859 IMG_20130516_195902

Aula Aberta com Ana Sofia Gomes

16 Maio

No dia 16 de maio, pelas 18h30, a aula de RPII contará com a presença de Ana Sofia Gomes, Diretora Geral da Comunicarte e Coordenadora do Livro Web Trends.

A aula aberta decorrerá na sala C2 e destina-se a debater as Salas de Imprensa Virtuais.

Podem assistir à aula não só os estudantes do 2º ano da Licenciatura em Marketing, Publicidade e Relações Públicas, mas também estudantes dos restantes anos.

580113_3525798474212_1709215581_n

As plataformas web de apoio ao negócio no MKT: Lab com orador Luís Castro CEO da Frontend Multimédia.

23 Maio

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na última aula de Marketing e Inovação, os alunos do 3º ano da LMPRP, contaram com a presença do CEO da Frontend Multimédia (www.frontend.pt), Luís Castro, para verem esclarecidos alguns aspectos relacionados com o mundo digital.

À medida que a evolução tecnológica continua, a desactualização de profissionais do ramo é salientada. Com o objectivo de potenciar as competências dos próximos profissionais a ingressar no mercado foram apresentados os conceitos e ferramentas que podem contribuir para uma melhor formação dos mesmos, e desenvolver o uso correcto das mesmas.

Perceber a envolvência do Marketing Digital alinhado com os objectivos das organizações e os seu targets é o ponto de partida para a organização da informação. Os alunos tiveram a possibilidade de ver a criação se um site no qual a empresa está a trabalhar, relacionando os conteúdos com a descrição do SEO(search engine optimization)e as keywords. Foi explicado o processo de indexação e as métricas existentes para avaliar a performance de uma página web.

Salienta-se com o recurso a estas ferramentas as estatísticas em tempo real permitindo uma interacção com os visitantes, criando um atendimento online personalizado reforçando a questão da fidelização de um website o seu bouncing rate(taxa de rejeição).

Regina Costa 3º Ano LMPRP

Mais de 85% dos marketeers não estão a aproveitar a sua base de dados

5 Jan

Está a aproveitar as potencialidades do email marketing?

No que toca ao email marketing, mais de 85% dos marketeers não estão a aproveitar a sua base de dados, acreditando que podiam fazer mais com a informação que possuem sobre os clientes. A conclusão é de um estudo da Emailvision, empresa de serviços de software para email, mobile e social media marketing, no âmbito do qual foram inquiridos mais de 700 profissionais de marketing online em cargos de direcção e superiores, com algumas perguntas-chave frequentemente levantadas por email marketeers.

O email marketing continua a ser uma peça importante nas estratégias dos online marketeers, como fizeram notar as respostas dos inquiridos. 69,24% defende que a sua importância cresceu nos últimos dois anos, ao passo que 20,08% acredita que manteve a mesma importância na sua estratégia global de marketing. São 5,34% os que assumem que terá perdido importância, quando comparada com outras actividades.

O estudo não deixou dúvidas: os online marketeers entendem a importância de segmentar e  personalizar as campanhas de email. No entanto, apenas 20,22% dos inquiridos procede à personalização do conteúdo das suas campanhas. Mesmo que 58,29% realize alguma personalização, envia, ao mesmo tempo, campanhas standardizadas.

Ainda que não estejam a ser completamente aproveitadas, a segmentação e a personalização são vistas como factores cruciais, ou não fossem mais de 97% dos inquiridos a acreditar que é importante enviar campanhas de email que tenham em conta estes elementos. No entanto, apenas 20% os considera em todas as suas campanhas.

58,22% dos profissionais, por sua vez, acredita que uma alta taxa de click-through é o elemento-chave para determinar o sucesso relativo das suas campanhas, seguido por uma alta taxa de abertura (23,96%). A maioria dos directores de marketing entende a importância de segmentar e personalizar, bem como o potencial dos dados sobre os consumidores. No entanto, muitos ainda não fazem o necessário para maximizar o ROI das suas campanhas.

De acordo com e Emailvision, 2012 vai ser o ano em que os online marketeers vão ter “a oportunidade de aprofundar a sua visão da base de dados de clientes”,  e de tomarem consciência “do retorno que uma boa segmentação e personalização oferecem”, informa a empresa em comunicado.

In http://www.marketeer.pt/2012/01/05/esta-a-aproveitar-as-potencialidades-do-email-marketing/

Um utilizador, uma pergunta, um resultado: a web 3.0 dá a resposta

15 Nov

Um utilizador, uma pergunta, um resultado. É algo deste tipo que o conceito de Web 3.0 promete aos utilizadores, sendo que a pergunta pode ser mais complexa do que aquilo que hoje se consegue com os motores de busca, cujo motor de funcionamento são as palavras-chave e que devolvem uma imensidão de resultados. A resposta será então muito mais personalizada e estreita, com resultados distintos consoante o perfil do utilizador.

Os especialistas acreditam que a próxima geração de internet tornará as pesquisas muito mais fáceis, rápidas e intuitivas já que uma espécie de web inteligente se encarregará de descodificar e analisar perguntas complexas e organizar resultados possíveis de acordo com as preferências do utilizador, descartando à partida resultados sem interesse para o internauta. Muitos acreditam até numa web a funcionar quase como um assistente pessoal, no qual nos apoiaremos para tomar as nossas decisões, um assistente que regista os nossos interesses à medida que navegamos e “serve” informação, fazendo sugestões de acordo com aquilo que sabe, pelo histórico, que gostamos ou não gostamos.

Ver mais Meios & Publicidade
http://www.meiosepublicidade.pt/2011/11/15/web-3-que/