É preciso ir ter com o consumidor

25 Out

Numa altura como esta que atravessamos, as marcas querem aumentar o volume das suas vendas, e para o conseguirem têm de atuar junto dos pontos de venda, para chegar diretamente ao consumidor.

Segundo o diretor comercial da GoDirect Group: «…as ações no ponto de venda continuam a significar um aumento de vendas superior a 25% quando se compara com iguais períodos em que não há promoção ou mecânicas de passatempos em curso»

Toda esta estratégia direta com o consumidor deve-se ao facto de o “atual” consumidor estar desperto e à prova do bombardeamento publicitário a que estão sujeitos que se traduz numa elevada saturação visual, o que faz com que o consumidor esteja mais suscetível aos atributos funcionais em detrimento dos emocionais. É dever das marcas contrariar isto, daí a necessidade de estas inovarem e explorarem novas formas de comunicação através da descoberta e experimentação sensorial. Como o efeito surpresa, nos pontos de venda (PDV) a utilização do chamado marketing sensorial expressa assim a personalidade da marca através das ações que apelam aos cinco sentidos, sejam eles os visuais, sonoros, olfativos, auditivos e tácteis, são determinantes para cativar a atenção do consumidor, envolvendo-o emocionalmente e incentivando-o a experiências únicas e diferenciadoras.

Estas estratégias de atrair o consumidor através das sensações/experiências, como, por exemplo, a degustação e a simulação, são ações que têm de ser inesperadas e consentâneas e assim o consumidor cria empatia com a marca, ao mesmo tempo que esta recebe o feedback, o que pode ajudar no desenvolvimento de novos produtos, ou melhorar os atuais, indo assim ao encontro das preferências do consumidor, aumentando assim a probabilidade de criar futuras relações duradouras.

Mónica Ferreira considera que outra das ações eficazes «são aquelas que oferecem ao consumidor o que precisa com a garantia, ou perceção, de que será possível ganhar facilmente e sem esforço». Isto é, o consumidor quer que a compra seja rápida, fácil e sem massacres com toda a informação a que está sujeito diariamente.

Com o envolvimento consumidor – marca cada vez mais próximo, tenta-se que o consumidor se sinta em casa nos PDV, portanto a tarefa é fazer com que este se sinta importante, ouvido, por isso é necessário falar diretamente com ele, captar os seus dados, (o que vai ajudar a marca a criar um perfil deste) e criar momentos de experimentação e consequente ligação com o produto.
Como estamos numa era em que as novas tecnologias digitais ganharam poder, e o consumidor do século XXI é muito high tech, nada melhor do que fazer com que o consumidor interacta com estas nos PDV para melhor conhecer a marca e os produtos que esta oferece, mostrando que esta informação pode ser cruzada com as redes sociais, websites e outras ações de comunicação.

Sabrina Marques, Lmprp.3272

Advertisements

Uma resposta to “É preciso ir ter com o consumidor”

  1. briver84 Outubro 31, 2012 às 11:45 #

    O marketing sensorial pode te realmen ter um efeito interessante nas vendas por impulso, veja-se por exemplo o que o Continente já vem fazendo nas suas lojas com estímulos visuais, olfactivos e auditivos.
    Com efeito, a crise económica exige uma abordagem menos sexy, mais Pragmática e incisiva das marcas e empresas junto dos seus clientes. Assim, o Ponto de Venda ganha relevância no processo de decisão dos consumidores.

    Escrevi um artigo recentemente no meu blog sobre esta temática. Deixo-o à discussão
    http://marketingmixedup.wordpress.com/2012/10/22/a-vida-em-funil/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: